Significado de doloso

Jur. Em que há dolo ou que foi causado por dolo (ação dolosa; contrato doloso) [

Fig. Que age com dolo, que usa de dolo (vendedor doloso); ENGANDOR; PÉRFIDO [Antôn.: honesto.

Notagram.: Fem. e pl.: [ó].

[F.: Do lat. dolosus.]

Definições da web

  • Dolo ocorre quando o indivíduo age de má-fé, sabendo das conseqüências que possam vir a ocorrer, e o pratica para de alguma forma beneficiar-se de algo.
    pt.wikipedia.org/wiki/Dolo
  • (Dolo (itália)) Dolo é uma comuna italiana da região do Vêneto, província de Veneza, com cerca de 14.411 habitantes. Estende-se por uma área de 24 km2, tendo uma densidade populacional de 600 hab/km2. Faz fronteira com Campagna Lupia, Camponogara, Fiesso d'Artico, Fossò, Mira, Pianiga, Stra.
    pt.wikipedia.org/wiki/Dolo_(itália)
  • em que há dolo ou que foi causado por dolo; diz-se de crime em que o agente quis o resultado ou assumiu o risco de produzí-lo
    pt.wiktionary.org/wiki/doloso
  • (dolo) vontade livre e consciente de realizar uma conduta tipificada na legislação penal
    pt.wiktionary.org/wiki/dolo
  • (DOLO) é uma falta intencional para ilidir uma obrigação.
    www.diskseguros.com/termos-tecnicos-de-seguro.html
  • (Dolo) Intenção de praticar um mal que é capitulado como crime, seja por ação ou por omissão ou, ainda, vício de consentimento caracterizado pela intenção de prejudicar ou fraudar outrem.
    www.segfoco.com.br/mercado/segures/
  • (DOLO) É toda espécie de artifício, engano ou manejo astucioso promovido por uma pessoa, com a intenção de induzir outrem à prática de um ato jurídico, em prejuízo deste e proveito próprio ou de outrem, ou seja, é um ato de má-fé, fraudulento, visando prejuízo preconcebido, quer físico ou ...
    www.dppcorretora.com.br/index.php
  • (DOLO) Artifício fraudulento empregado pelo Segurado para constituir à Seguradora uma obrigação que a mesma não assumiu. Se provado, cancela automaticamente o seguro.
    www.perfectseguros.com.br/sobre_seguros.php
  • (DOLO) Má-fé; qualquer ato consciente por meio do qual alguém induz, mantém ou confirma outrem em erro; vontade conscientemente dirigida com a finalidade de obter um resultado criminoso. (Resolução CNSP 184/08).
    www.rkrseguros.com.br/index.php