Significado de Bens de Consumo

Bens de consumo são os bens utilizados pelos indivíduos ou famílias. A quantidade de bens de consumo que são comercializados em cada país reflete o nível de vida da população e também permitem avaliar os gostos e as características da sociedade em questão. Bem de consumo é um bem que tem o objetivo de satisfazer as necessidades de consumo de um indivíduo.

Em inglês, a expressão bens de consumo é traduzida por: consumer goods.

Bens de consumo são os bens produzidos pelo homem e destinados ao consumo das pessoas, são diferentes dos bens intermediários, que são utilizados no processo de produção para serem transformados em bens finais ou dos bens de capitais que são as máquinas utilizadas pelas indústrias.

Os bens de consumo estão divididos em duráveis, semi-duráveis e não duráveis. Os bens de consumo não duráveis são aqueles feitos para serem consumidos imediatamente, como alimentos (sorvetes, chocolate). Os bens de consumo duráveis são aqueles que podem ser utilizados várias vezes durante longos períodos, como um automóvel, e os semi-duráveis podem ser considerados os calçados, roupas, que se desgastam com o tempo.

Em geral, os melhores exemplos de bens de consumo são alimentos, roupas, cadeiras, televisões, e etc.

Bens de consumo saciado

Bens de consumo saciado é uma expressão usada na Economia, que está relacionada com a lei geral da demanda.

Os bens de consumo saciado são aqueles cuja procura não é afetada pela renda dos consumidores, e por isso a procura por esse tipo de produto tem a tendência de permanecer sem alteração. Alguns bens de consumo saciado são vistos como bens essenciais, como arroz, farinha, sal, etc.)

Bens de consumo no Brasil

Em 2011, no Brasil, o top 10 das empresas mais lucrativas de bens de consumo foi dominado por empresas da área de alimentos e bebidas. Das 10 empresas, apenas 2 não se encaixam nessa categoria, que é o caso da Natura (que vende cosméticos) e da Sousa Cruz (fabricante de cigarros). Confira o ranking de 2011:

  1. Bunge Alimentos;
  2. Cargill;
  3. Ambev;
  4. JBS;
  5. Sadia;
  6. Brasil Foods;
  7. Unilever;
  8. Natura;
  9. Sousa Cruz;
  10. Nestlé.